sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A Vontade!

"Será que existe alguém ou algum motivo importante
Que justifique a vida ou pelo menos este instante"
(Lágrimas e Chuva - Leoni)


Deu vontade de tirar a sandália e andar descalça pela chuva, de simplesmente fechar o guarda chuva e deixar a roupa encharcar fazendo faltar o ar. As gostas geladas e os pés submersos naquela na água fria desencorajaram-me. Faltaria o abraço e o beijo que esquenta! Faltaria o sentimento que alimenta a vontade de estar ali assim! Restou-me ver a água que corre! E junto com ela meus pensamentos! Chovia bom!

Até Breve!


quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

TCCestressada!



Há sempre uma luz no fim do túnel? Só se for do seu porque do meu tem sempre um TCC. É incrível a onipresença desse negócio. Não ficarei espantada se na formatura do pré de meus filhos eles precisarem apresentar um.

Você já entra na graduação aterrorizada com o Trabalho de Conclusão de Curso. E depois que passa e você entra nas pós da vida, você vê que o pior ainda está por vir. O TCCestressamento do ano passado chega nem aos pés do que está por vir. Se antes você praticamente só fez releituras e aplicou o que foi aprendido em uma instituição qualquer agora se depara com o desafio do ineditismo. Sim! Não basta escrever é preciso ser inédito! Hoo senhor da Glória ilumina esta mente tão criativa para coisas inúteis!

Eu nem sei se o que me deixa TCCestressada é ter que escrever algo inédito ou o calendário. Ai que ódio do calendário! Ele se recusa a andar de macha ré! Nunca vi!!! Todos podem fazer isso!! Mas a besta do calendário só vai pra frente! Nem para empacar igual um jumento!! Nãoooooo nem isso o infeliz faz!

E ai o que acontece? Chega há pouco mais de um mês para entrega da prévia e do artigo e você ta lá toda bestona: “O que fazer?” Sempre fui tão desesperada pra fazer as coisas, mas este artigo não conseguiu aguçar meu lado: “Jesus apaga luz!” ou “Pela mãe do guarda!”.

Minto! Faltando apenas alguns dias para entrega sinto surgir em mim o pânico! Eita pânico tardio! Vou te contar viu! Veja bem, porque num paro de escrever isso aqui e não começo a delimitar meu tema? Por quê? Simplesmente porque não flui! Talvez algumas seções de terapias resolvam! Ops! Não tenho tempo para terapias, fica pra depois! E pelo jeito fica pra depois junto com meu artigo que vem ficando para depois desde junho do ano passado!

Lasquei-me! Até Breve e se Deus quiser com um texto científico em minhas mãos! Amém!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Sobre Marés E Angra

Músicas e músicas!!! São mais que músicas para mim!! Mais uma que gostaria de compartilhar!! Rosa de Saron, Rosa de Saron, Rosa de Saron!! =)

video

Sigo procurando a direção
Que talvez entenda meu cursar
Que me dê um coração
Que talvez me chame de meu bem
E que às vezes possa recuar
Quando tente ir além

E se?
Se eu?
E se eu fugir pra bem longe me encontrar
Pode ser que antes eu tropece em algum lugar

E perca minha memória
Eu sinto que sumi, olho por aí
Onde está meu pensamento?
Longe ou aqui? Distante de mim?

Quero apenas um momento
Eu me perdi num abismo infinito
Mas parece que alguém está aqui
Me pondo na rota certa

E se?
Se eu?
E se eu tentasse existir
como um álbum de recordações

E pudesse descansar?
É o temor que paira sobre mim
e inebria minha lucidez
Eu preciso respirar

E se?
Se eu?

Eu sinto que sumi, olho por aí
Onde está meu pensamento?
Longe ou aqui? Distante de mim?
Quero apenas um momento

Eu me perdi num abismo infinito
Mas parece que alguém está aqui
Me pondo na rota certa

E se? Se?
E se me perder em algum lugar
E te perder?
E se eu fugir pra bem longe me encontrar
Pode ser que antes eu tropece em algum lugar

E perca minha memória
Eu sinto que sumi, olho por aí
Onde está meu pensamento?

Longe ou aqui? Distante de mim?
Quero apenas um momento

Eu me perdi num abismo infinito
Mas parece que alguém está aqui
Indicando a direção

Me pondo na rota certa
E se encontrar o meu lugar
Nessa imensidão de nada, nada

(Rosa de Saron)

Até Breve!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Poesia da vida!



Tantas coisas martelavam sua cabeça! Pensamentos ligeiros que a deixava tonta. O que fazer? O que fazer? O que fazer? E então ao fundo começa a cantarolar:


“É Deus que te faz entender toda poesia
Que torna mais valiosa a vida
E prova que ainda dá pra ser feliz
Apenas atenda quem chama
E peça que nesta
noite Ele te toque
E cure todas suas feridas”



Na verdade nada a fazer. Se tudo que se podia fazer foi feito resta-lhe por na Sua presença e vontade. Porque a poesia que torna a vida valiosa e feliz só Ele pode mostrar. E a música dizia bem, para isso era preciso atender ao chamado e ninguém pode atender o chamado por ninguém.

Ela e sua mania de sempre tentar viver pelos outros, de tomar as rédeas e ditar as regras. Superproteção tola! Somos reles mortais! Imperfeitos como o outrem. Com outras necessidades de aprendizados que estão à espera de atendermos ao chamado também.

Cada um tem seus versos para aprender sobre a poesia da vida. Então ela descansou e preferiu deixar seus ouvidos atentos. Acabou pegando no sono!

Até Breve!


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Você leria?

Você continuaria lendo um livro que tivesse como primeiro parágrafo o texto:
"Sentada ali, ela pode entender o que a levou ao suicídio: sua dupla e confusa conduta, seu permanente conflito de atitudes, a escolha de motivos fúteis para viver... e tantas outras coisas. E quantas coisas! Por algumas vezes lhe foi permitido estar no céu, mas em todas preferiu seguir o caminho contrário. Tudo sempre pareceu muito divertido e fácil! E era! Mas nem tudo que é divertido e fácil é bom. Ninguém nunca havia dito que a passagem por essa vida era fácil. Por infinitas vezes Ele tentou resgatá-la e o coração dela em algumas situações amoleceu, mas era só deixa – lá seguir de forma independente que o inferno se aproximava. "
Bem minha intenção é participar do concurso de escritores da revista seleção e o processo seletivo consiste em escrever o primeiro parágrafo de um livro. Bem não custa nada tentar né? Mas você continuaria lendo?
Até Breve!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Intimidade e relacionamento!

“Leva-me além
Ao nível mais profundo de intimidade
Contigo hô Senhor”
(Leva-me além - Ministério Apascentar)

Intimidade e relacionamento! A resposta para muitas questões espirituais que me intrigavam. Nada mais do que isso é esperado de nós. Duas questões simples que nós da sabedoria para agir. Sempre pensei se não seria religiosidade o esperado de mim e hoje tenho a clareza de que não é.

O que se espera de mim é coerência naquilo que vivo. Sim... me sinto bem no culto e na missa, incoerência? Não prova de que o Deus é um só e que fala comigo independente de onde quer que eu esteja. O importante e manter a intimidade e o relacionamento que é cultivado pela leitura diária da bíblia, pelas sábias palavras de amigos, pela vigília de minhas ações e é claro pelo culto ou pela missa.

Fé fortalecida e edificada na rocha, porque foi construída dentro do coração e não simplesmente uma atitude de momento. Coerência é isso! É ter vivo tudo aquilo que se acredita independente de quem esteja ao nosso lado. É acreditar no projeto de Deus 24 horas por dia e não só quando dá na telha!

Nem tudo que é bom é divino. E muitas vezes essas coisas “boas” servem como uma área de escape para tentar tapear tudo àquilo que se pensou acreditar ou que se fingiu acreditar ou que se deveria acreditar. Sabe o que é isso? É falta de intimidade e relacionamento porque quando se os tem dá logo vergonha de agir em desconforme.

O que posso dizer é que este relacionamento íntimo só resulta em bons frutos, tenham isso como um testemunho meu, poderia ficar horas e horas teclando sobre bênçãos aqui, mas o importante de tudo o que aconteceu é que a coerência atrai sempre coisas abençoadas seja em momentos alegres ou difíceis. É incrível como tudo se resolve!

Até Breve!

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Significado de Grazielle

Retirado do site http://www.significado.origem.nom.br/ . Até que muitas coisas fazem sentido!

Origem do nome Grazielle: LATIM

Significado de Grazielle: ALEGRIA

Analise da Primeira Letra do Nome: G - Muito sério, e com grande honestidade no meio profissional, busca a perfeição em tudo e se aborrece quando as coisas não saem conforme o planejado. Reflete muito antes de agir, e quando toma uma decisão é capaz de mergulhar de cabeça no que está fazendo e esquecer todo o resto à sua volta. Se atrai por assuntos ligados a saúde, e se adaptaria muito bem ao trabalhar nessa área. Sua impaciência, pode leva-lo a um estresse facilmente.
Sua marca no mundo: RESERVADA, EQUILÍBRIO, CONFIABILIDADE, PERSPICÁCIA, ESPÍRITO ANALÍTICO
Passa a impressão de uma pessoa muito inteligente e intuitiva, desde muito cedo é notória sua vocação por atividades intelectuais. Não se atrai por atividades desgastantes e de esforço físico. Na maturidade demonstra ter a vida sob controle. Alguém que valoriza a espiritualidade. Sempre envolvida com seus pensamentos pode passar a impressão de solitária. Séria, não aceita intimidades ou brincadeiras inoportunas. Bastante reservada, torna-se difícil ter sua confiança, e guarda seus segredos sempre para si. Não se familiariza com encontros sociais, prefere sempre atividades que exijam concentração. Fala pouco, e evita comentários óbvios, nunca age com a intenção de impressionar, por isso só participa de conversas quando está embasada de sua observação e cuidadosa analise. Preocupa-se com o conteúdo e nunca com a forma. Esta postura tende a isolá-la do mundo, pois dificilmente confia na ajuda de alguém.

Até Breve!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Faz assim...

video

Era tão estranho, te olhar dentro dos olhos;
E ver na minha frente tudo o que eu sempre quis;
Eu era diferente, dos outros caras de 20 anos;
Você era uma chance pra eu ser feliz;
Eu era simplesmente mais um cara apaixonado,
E no seu coração não ia ser ninguém;
Mas é exatamente quando a gente está cansado
O coração distrai, então a sorte vem…

Faz assim,
Te dou meu telefone,
Você me diz seu nome e a gente então se vê,

Não faz assim,
Não diz que vai ligar e some
Me deixa ser seu homem
E venha ser
Uma mulher pra mim

Era tão estranho, te olhar dentro dos olhos;
E ver na minha frente tudo o que eu sempre quis;
Eu era diferente, dos outros caras de 20 anos;
Você era uma chance pra eu ser feliz;
Eu era simplesmente mais um cara apaixonado,
E no seu coração não ia ser ninguém;
Mas é exatamente quando a gente está cansado
O coração distrai, então a sorte vem…

Faz assim,
Te dou meu telefone,
Você me diz seu nome,
E a gente então se vê,

Não faz assim,
Não diz que vai ligar e some,
Me deixa ser seu homem,
E venha ser,
Uma mulher, pra mim,

Faz assim,
Te dou meu telefone,
Você me diz seu nome,
E a gente então se vê,

Não faz assim,
Não diz que vai ligar e some,
Me deixa ser seu homem,
E venha ser,
Uma mulher, pra mim.

(Bruno Miguel - Faz Assim)

Até Breve

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Impotência do Tempo!

(em 22/3/2009)


Muitas coisas se alteram com o tempo! A pegada deixada à beira da praia logo se vai com a onda, o extrato do banco menos dia mais dia se apaga todo, as crianças logo viram adultos, adultos logo viram idosos, o botão vira rosa, a flor por vezes vira fruto ou simplesmente despedaça e vira adubo.

Com o tempo mudamos de escola, casa, visual, humor e de vida. A cada pulsar do ponteiro uma nova perspectiva! Realmente! Muitas coisas se alteram, mas nem tudo!

O nosso papo bom, as crises de risos e todo aquele carinho parecem resistir ao calendário. Engraçado nos ver praticamente um ano depois ali repetindo um programa que se alterou devido às mudanças que o tempo proporcionou em cada uma de nós, mas perceber a impotência do tempo sobre a amizade.

Não a onda nem tempo que apague relacionamentos verdadeiros! Não há mudanças capazes de nos desvincular! Vocês me fazem sentir extraordinária! Vejo-me em cada uma!

Até Breve!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Olhos atentos

“És Deus de perto e não de longe”
(Deus de Promessa – Apascentar)

"Sei que Seus olhos sempre atentos permanecem em mim" ... mostrando o que fazer e que caminho seguir! Uma vida vigiada que me faz não ter dúvida de como agir! Que a Tua vigília seja permanente e que Seus ouvidos estejam sempre sensíveis para ouvir meu clamor que pede todos os dias sabedoria para entender o projeto. Sabedoria para alegremente esperar por cada benção! “Tudo tem seu tempo, há um momento oportuno para cada empreendimento de baixo do céu. Tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de colher a planta. Tempo de matar, e tempo de sarar; tempo de destruir, e tempo de construir. Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de gemer, e tempo de dançar. Tempo de atirar pedras, e tempo de ajuntá-las; tempo de abraçar, e tempo de se separar. Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora. Tempo de rasgar, e tempo de costurar; tempo de calar, e tempo de falar. Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.”

Até Breve!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

A Smiga!



O que posso fazer?
Se tudo que mais queria era olhar para o lado e ter ver!
Onde encontrar seu sorriso?
Se o local agora parece tão impreciso

Pra onde foi aquele papo gostoso?
Sinto que isso será um tanto quanto doloroso
Onde estará minha preguicinha?
Para me contar histórias de bicicletinha!

Como fazer minhas terapias?
Que me traziam tantas alegrias
E os cinemas de quarta?
Vão me fazer uma “Farta”!

E as discussões diárias?
Nos sentiremos mais solitárias
Acho que ela esqueceu
E o adeus não interrompeu

As Smigas não saem lembra?
- Sai Smiga!! – Mas as Smigas não saíram!! Ai eu chorei!
Só que se a Smiga não tivesse saído eu teria na verdade sorrido!
Vai com Deus!!

Até Breve, o mais breve possível! De preferência amanhã!