sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010



Confesso que cheguei a pensar que dificilmente existiria um ano tão abençoado quanto foi 2009. Admito que muitas vezes tive medo que algumas circunstâncias, impossíveis de serem controladas, pudessem afastar pessoas que eu gostava. Mas foi engraçado como 2010 foi um ano de renovação de laços.

Ficou mais claro para mim que há algo muito forte que me une as pessoas que amo. É algo que eu ainda não sei lidar direito, mas que fica claro para mim que se trata de Deus me usando para chegar a cada um. Sabe aquelas coisa de você estar na hora certa no lugar certo? Sabe quando uma voz te sopra certas coisas para serem ditas? Sabe aquela euforia e aperto no coração? Sabe quando você se sente próximo a Deus? Em 2010, isso parece ter se aguçado ainda mais!

Faltam apenas algumas horas para o ano acabar e a vontade que eu tenho é de gritar que fui muito feliz! Mais uma vez! Olho para trás e vejo que eu simplesmente não passei o ano, Deus me permitiu fazer uma obra. Diria uma obra prima por sinal. É muito bom ter orgulho de tudo aquilo que se viveu.

E sabe o que foi mais importante? Sentir que tantas pessoas torceram, cuidaram e tiveram um carinho muito grande por mim. É ver seus amigos demonstrando nos últimos dias do ano que minha presença ao seu lado é importante. Bruna, Vanessa, Flávia, Alex, Deh, Chris, Lu e Fê se eu pudesse me dividia em 8 para estar com cada uma de vocês na virada. Muito obrigada pelo convite e saibam que vou estar com cada um no meu coração! E como se não bastasse fui abençoada pela Dona Rosana com um abraço é uma fala que me soou como uma oração, era como se Deus fizesse com ela o que faz comigo, colocasse as palavras em sua boca para serem ditas no momento certo.

2010 você vai deixar saudades, mas tenho certeza que o que me aguarda em 2011 é ainda maior!

A você que tira um tempinho do seu dia, tarde ou noite para ler estes ecos que saem do meu coração só tenho a agradecer! Te desejo tudo de bom neste ano que se inicia! Muito obrigada pelo seu tempo dedicado a mim!

Até Breve!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Tudo

Por me fazerem a pessoa mais feliz do mundo e tornarem qualquer momento especial e inesquecível digo...

Ao meu pai, minha mãe, minha irmã, meu cunhado e minha avó...

Aos meus afilhados, tios e primos...

Aos meus amigos: Chris, Bruna, Fernanda, Débora, Flávia's, Cris, Sam, Alex, Régis, Vanessa, Marília, Aline, Lidy, Valéria, Pri, Popis, Mary Jane, Luiza...

Ao melhor emprego do mundo...

Vocês são tudo para mim! São tudo que eu tenho!
E me fazem tão feliz!



1,2,3 testando...

Ei, alô som
Você é tudo pra mim
As vezes fico assim um pouco bobo
mas não ligo é tudo pra mim
Tudo, tudo, tudo pra mim

Algo simples, quero algo simples
como versos que um dia fiz,
que o vento espalhou e trouxe o seu sorriso
num jardim tão perto de mim.

É Tudo, tudo, tudo pra mim.
Isso basta!

Você é tudo, tudo, tudo para mim.
Eu desabo quando me calo.
Você é meu abandono,
é tudo que eu tenho.


Cores novas sobrepondo sombras,
Foram tatuadas em mim
Uma flor, um castelo,
Uma escada que me leve até aonde você está,
Lá me ame e eu sinta.


Tudo, tudo, tudo para mim.
Eu desabo quando me calo.
Você é meu abandono,
é tudo que eu tenho.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Paradoxo

"Alguma coisa me aconteceu
E tudo parece fugir para algum lugar"
(Além do meu Jardim - Rosa de Saron)


Dois estranhos que parecem se conhecer a uma longa data. Como óleo e água, duas misturas que não se misturam. A prova matemática de que 1 + 1 não é necessariamente a fusão de um dois, pode ser simplesmente 11, um do lado do outro. Trata-se de dois infinitos particulares, bem particulares! Lua e sol que se encontram apenas em eclipses e depois não coexistem no mesmo céu. É tudo aquilo que se quis e que não se quis também. Antagonismos que se contrapõe ou se completam ou deixam lacunas. Declaração aparentemente verdadeira que leva uma contradição lógica. Seria apenas um Paradoxo?



Até Breve!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Presença


Descobri que há um banco que pensa como eu, ele valoriza aquilo que para mim é insubstituível: A presença. “Existem coisas impossíveis de sentir se você não está lá, coisas que só dão para entender se for na própria pele. O nome disso é presença!”. Me desculpem, mas tenho que concordar que “presença é estar lado a lado. Porque gente tem que se ver e rever para lembrar, comemorar ou simplesmente ficar frente a frente”. Acho que preciso abrir minha conta no Bradesco.


Até Breve!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Parabólica

“O Paraíso... ele paira no ar
Se a TV estiver fora do ar
Quando passarem os melhores momentos da sua vida
Pela janela alguém estará de olho em você”
(Parabólica - Engenheiros do Hawaii)



Parabólica? Parece ser! Não sei bem como acontece, muito menos a explicação disso. É como se captasse tudo aquilo que o vento me trás das pessoas. Boas ou ruins, as vibrações chegam até mim causando euforia ou angustia. Não sei como a sintonia se estabelece, mas me pego em picos de alegria ou apertos no coração sem saber a que se relaciona. A dúvida se cessa horas ou dias depois quando em fim o sinal da parabólica encontra a freqüência correta. Aquele sentimento de estar fora do ar então dá lugar à programação normal da vida. E é entre uma perca de freqüência de uma mudança e outra de canal que a parabólica capta o sinal que cada pessoa envia até ela. Estranho certas coisas!


Até Breve!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Anagrama

Procurou as palavras certas para expressar tudo àquilo que o coração queria descrever, mas as letras não se encaixaram e se perderam em anagramas incompreensíveis que representam bem a confusão e incerteza que se passava internamente.

DI CU RÍ LA

DI LA CU RÍ

CU LA DÍ RI

RI DÍ CU LA

Foi tudo o que pôde sentir frente à situação. Não se tratava de um espetáculo com um grande elenco, era apenas um monólogo.


Até Breve!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

04:03


“Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia” já dizia Skakespeare. Difícil entender certas coisas que acontecem comigo, esses pressentimentos que anunciam coisas boas ou ruins, minhas afirmações que geralmente se concretizam e acordar às 04:03 da manhã para orar para um amigo.

Às 04:03 da manhã com certeza grande parte da cidade dormia, mas eu que durmo como pedra - deito e só acordo no outro dia só porque o relógio desperta, me livrando da hibernação – fui surpreendida por um despertar nada comum. Olhos secos e Deus dizendo ore por ele e então orei. Após a oração apaguei como se tudo aquilo tivesse sido um sonho. Engraçado!

Que aquele propósito para o qual rezei, que para te falar a verdade nem sei qual é, se concretize. Tantos mistérios! Mas sei que dei o melhor que podia: uma oração!

Até Breve!



sábado, 4 de dezembro de 2010

Vislumbre





Não era nenhuma arritmia nem tireóide descontrolada. É engraçado como Deus me prepara para cada situação. Hoje de novo, estava estranha, assim como quem está fora do ar, em casa pude entender tudo aquilo que me tonteava. O mais difícil é ter que lidar com o aperto nos corações de quem a gente ama. Dói! Hoje sei que minha maior fraqueza não está relacionada a mim, mas no que pode acontecer com quem eu amo e que não posso controlar. Mas a balada que entoa este post se traduz assim:

“Deixo meu medo à beira da estrada
Te ouço falar e não o deixo ir
Caio de joelhos, enquanto ergo as mãos para orar
Tenho todos os motivos para estar aqui novamente
O amor do Pai que me atrai
E tudo que os meus olhos querem ver é um vislumbre teu


Tudo que eu preciso é Você
Tudo que eu preciso é Você, Senhor é Você, Senhor
Tudo que eu preciso é Você
Tudo que eu preciso é Você, Senhor é Você, Senhor”

E é ouvindo isso que relembro que de fato uma situação foi criada pelo Senhor para que passássemos por este momento turbulento encarando-o como uma calmaria. Só tenho a agradecer tamanha benção. Então a prece que peço a todos aqueles que se importa com o que escrevo é que seja direcionada a confortar os corações que nem sempre se aquietam na paz. Tantos vislumbres me preparam para encarar o que vem por ai. E eu creio.

Até Breve!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Sem palavras


Acreditem, mais uma vez me vejo em um daqueles momentos que me faltam palavras.  É quando um abraço vale mais que um Aurélio de palavras. Rendo-me ao silêncio! Mãos atadas, boca fechada e coração apertado.  Se eu pudesse daria um mundo de paz a você, mas quem sou eu? Só uma amiga cheia de boas intenções. Que todas as disposições contrárias ao seu sorriso sejam revogadas. Estas intenções entram em vigor a partir desta data. Amém.

Até Breve!

sábado, 20 de novembro de 2010

É diferente!

“É diferente no jeito de me olhar
É diferente no jeito de me amar”

(É diferente – Sorriso Maroto)




Olhar, sorriso e uma disposição diferente. Um jeito diferente de me fazer feliz. É um jeito todo oposto de ser. Uma nova possibilidade, uma nova forma de viver a vida assim juntos. É engraçado como há infinitas possibilidades de viver uma mesma vida. Incrível tudo isso! É assim diferente de tudo que passou.

Até Breve!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Insuficiências do coração

"Eu sei que sempre estás comigo Senhor
Tambem sei que nada acontece sem a tua vontade
Mas preciso aprender a confiar em Ti
Mas preciso aprender a descansar em Ti
Tu és meu Senhor

Todas as coisas cooperam para o bem
Daqueles que te amam"
(Todas as Coisas - Fernandinho)




A certeza que muitas vezes me enche de alegria o coração também causa angustia e apreensão. Esses meus pressentimentos... Algo para mim ainda difícil de lidar. Quando são para coisas positivas ótimo! Mas, e essa sensação de aperto no coração e falta de ar anuncia nada de bom por ai.

Minha vontade agora é de acreditar que não passa de uma insuficiência de meu coração ou um problema de tireóide ainda não diagnosticada. Ufa! Seria bom se fosse isso. O fato é que estou divida entre dois sentimentos: um anuncia que grandes coisas vão acontecer e outro que me prepara para orar para que algo inesperado não aconteça.

Bem, o que me parece é que um acontecimento está vindo para suprir o outro. Se encaixando perfeitamente no projeto de Deus. De fato sei que todas as coisas que acontecerem serão para o bem de minha família. Nem mesmo este aperto no coração é capaz de abalar minha crença que tudo dará certo, afinal estamos sempre amparados por Ele.

Talvez estes sentimentos sejam apenas uma forma de se preparar mesmo ou quem sabe não passa apenas uma arritmia ou tireóide. Difícil dizer se é apenas uma insuficiência física ou de compreensão do meu coração. Fica registrado aqui este momento de incompreensão e eu prometo que vou fazer aqueles exames de sangue que estão ali no meu guarda roupa há alguns meses.

Até Breve!


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Infância

Para aqueles que nunca me viram brava e com uma roupa que mais parece que desci de uma nave espacial ai vai à oportunidade:



Até  Breve!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ponto final

Você já sabem o que significa quando esta meninha aparece

Ponto final de um dia que sugou minhas energias e levou um pouco do sorriso tão inerente ao meu rosto. Os dias que tenho pouco tempo para sorrir são nublados e o resultado sou eu esgotada com um cansaço mental tremendo. Há sempre aquele dia! Que merece ser passado uma borracha.

Cansei! Muito! Mas ao final da noite um momento para repor tudo que foi perdido ao longo do dia! Voltei a sorrir!


Até Breve!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Doce Novembro

"Você é muito mais do que a tempestade
Que Deus te dê coragem e ninguém mais (...)
É só você acreditar e não temer"
(Quem de nós - Rosa de Saron)

Um doce novembro se inicia me mostrando que as possibilidades para se ser feliz são infinitas. Descobri que não há empecilhos quando Deus esta no comando nem tempo ruim quando se dedica a ajudar as pessoas, que não há situações difíceis quando se tem coragem, não há solidão quando se tem amigos, não há insegurança quando se tem família e que não há como não ser feliz quando se mantém positivo. Descobri que o caminho é não temer!! Descobri que sou uma pessoa sensitiva que devo confiar naquilo que pressinto. Descobri que até hoje mais acertei do que errei e que estou colhendo os bons frutos de minhas ações.

Este novembro está sendo para mim tempo de colheita de muitas coisas para as quais me preparei ao longo dos últimos anos. Doce novembro de boas novas! Estou seguindo rumo a não sei aonde, mas vejo ao fim de tudo um felizes para sempre! Hoje tenho mil e um motivos para ser feliz e tenho certeza que amanhã serão mil e dois e assim por diante...

Até Breve!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Grandes Coisas

"Grandes coisas estão por vir
Grandes coisas vão acontecer neste lugar”
(Grandes Coisas - Fernandinho)



Vira e mexe tenho meus surtos de hiperatividade e alegria. É aquela tal vontade de dar uma estrelinha de tanta alegria. Sei lá, os últimos acontecimentos tem cultivado em meu coração muita paz e alegria. É Deus mais uma vez me provando que posso ser ainda mais feliz do que já fui.

É a sensação de que “grandes coisas estão por vir”. Sinto que o vento sobra para boas marés. Mais uma vez. Como Deus tem sempre feito em minha vida. De novo tenho aquele frio na barriga de pensar o que me espera! Mas com aquela confiança de sempre, de que estarei amparada indo rumo a um caminho que é o melhor para mim.

E o mais interessantes é que estas grandes coisas, muitas vezes, aos olhos de quem está de fora parecem ser apenas detalhes. Mas sabe que pouco me importa, porque são os detalhes que tem feito toda a diferença em minha jornada. Na verdade o que tem me feito tão feliz o tempo todo são as coisas mais simples.

Talvez você que lê este texto nem saiba, mas provavelmente um sorriso ou abraço seu já me fez a pessoa mais feliz deste mundo! Obrigada!

Até Breve!


Lembranças!

Que tudo volte a ser como antes!

Saudades de todos os dias!

Até Breve!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Observação de vendedores




A leitura da do campo “observação” das requisições de vendas podem revelar coisas de dar medo. O tempo que se perde tentando entender o que se quer dizer ou rindo do que está sendo solicitado pode acarretar atraso nas entregas, portanto antes de tudo é preciso ter autocontrole para se trabalhar na expedição.


Talvez o meu problema ainda seja controlar minhas crises de risos incessantes ao ler os recadinhos deixados com tanta elaboração pelos vendedores. Mas as de hoje bateram recordes de criatividade!


O campo dizia: “Cliente vai junto com as rodas”. Já aviso de antemão, a gente no máximo prega um destinatário no cliente. Caso trate de uma transportadora muito exigente a gente pode até mandá-lo envolto no plástico bolha, mas averiguando bem percebemos que era pra ser entregue em Goiânia mesmo, sendo assim nada de embalagem muito elaborada para despachar o cliente. Lá na expedição não tem tempo ruim não, minha equipe eficiente despacha o que for preciso, até o cliente. Então senhores vendedores que tem um cliente prego no seu pé mande uma requisição que a gente despacha ele pra você.


O pedido esdrúxulo feito parecia algo absurdo e se enquadraria em casos esporádicos que contaríamos as gerações futuras em um daqueles papos que começam “Uma certa vez...”. Fizemos muito esforço para controlar as cólicas de risos e continuar nossa incessante jornada de trabalho, mas eis que surge a próxima requisição que saia da impressora: “Despachar pela rodan em anexo”.


Hã? Cuma? Queria o vendedor que anexássemos o que aonde? Deste de já aviso aos leitores desinformados que rodan não se trata de um documento, mas sim uma transportadora. Logo as possibilidades possíveis seria supor que para facilitar a nossa vida o vendedor teria anexado a transportadora na requisição para facilitar o envio das peças. Mentes mais criativas apostaram que a real intenção era que anexássemos os 10 jogos de lona na nota fiscal para evitar peça para trás ou como medida para diminuição do número de volumes. Vai saber né! A questão é que já eram mais de 18:00 e o pessoal do CPD já tinha ido embora impossibilitando que realizássemos o download da transportadora ou upload das peças para a nota fiscal.


Para que todos fiquem tranqüilos informo que o cliente das rodas desistiu do pedido, sei lá talvez ele tenha claustrofobia e tenha ficado com medo de ser envolto no plástico bolha. E por falta do apoio tecnológico do CPD optamos por enviar as peças até a rodan pelo nosso caminhão mesmo. Tudo bem confesso que não há nada de moderno nisso, mas me pareceu a opção mais sã. Sabe como é... não podemos vacilar trabalhando a apenas alguns metros de um sanatório.


Até uma Breve observação!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Caminhada!




A brisa que bateu em meu rosto e me fez esquecer da vida. E é quando me perco que encontro motivos simples para ser feliz. Basta me levar para caminhar e sentar no banco comigo para conversar! Basta! Do que mais eu precisaria quando se sente que Deus lhe permite se encher de alegria com coisas tão sutis?


Perfeito!


Até Breve!

domingo, 17 de outubro de 2010

Metendo o bedelho!

“Basta ser sincero e desejar profundo”
(Tente outra vez – Raul Seixas)




São muitos os motivos que me levam a abrir os olhos todas as manhãs e estampar um sorriso em eu rosto. Acho até que seria redundância minha enunciar pela 1547454º aqui em meu blog os motivos que fazem sentir a pessoa mais feliz deste mundo.

O fato é que ver a mão de Deus na minha vida me deixa muito elétrica, mais do que já sou, imagina! E a conseqüência disso e aquela vontade louca de escrever! E aqui estou eu novamente para dizer que amo minha família, amo meus amigos, amo meu emprego, amo as novas pessoas que Deus coloca no meu caminho, amo a forma com que Ele me proteger, me guia. Amo as circunstâncias em que sou colocada. Amo a forma que me sinto amparada.

E talvez o mais fascinante é o poder de Deus em promover curas em meu coração! Abrindo-me sempre à possibilidade de ser ainda mais feliz. Descobri que o amor não é estático! Ele muda e cabe a gente cultivá-lo para tome o rumo que desejamos que ele siga. Não que o amor acabe, talvez eu deva parar de dizer isso, vou mudar minha afirmação: o amor é metamorfósico!

E é essa possibilidade de mudança e o amparo de Deus que me impulsionam a agir sem ter medo. Estou metendo o bedelho em novas possibilidades! Sabe-se lá no que isso vai dar! A única certeza que tenho é que resultará em sorrisos!

Até Breve!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Odeio!


O pior de tudo é não saber o porquê de uma determinada situação. É não saber o que dizer, é nem ao menos saber se o problema é você. É andar no escuro em um lugar desconhecido. É ter as mãos atadas para ajudar.

Odeio não saber como agir!

Odeio não poder cessar uma dor!

 Odeio tudo que conspira contra o sorriso e bem estar!

Odeio remeter a situações passadas!

Odeio ver quem eu gosto ferido!

Odeio dizer que odeio, prefiro dizer que AMO!

Até Breve!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Gardenal



Repentinamente deu vontade de dizer tchau! Poderia se fechar uma porta que se quer abriu? Seria possível perder o que não se teve? É possível escolher algo sem mesmo saber o que quer? Será que eu tomei meu gardenal? E se tomei e não fez efeito poderia uma louca ficar ainda mais louca? E então seria o que? Só diminuindo as doses de você para entender!


Até Breve!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Inconstância



O que sei é o que o corpo esquente, mas também pode esfriar na velocidade do botãozinho de liga e desliga da Mary Jane. Por muito tempo rolei de rir dela, tentando entende a velocidade com que ela o ativava e desativava. Ops! Acho que não deveria ter rido.... Hoje sou motivo de piada!! Inconstâncias de meu coração!

Até Breve!

domingo, 10 de outubro de 2010

Ponto Final


Permiti-me de novo o olho no olho, o carinho, o toque e o beijo. Foi fácil descobrir que era a hora, foi quando de cara com o passado me veio você na cabeça. Invadiu meus pensamentos e colocou um ponto final naquilo que estava mais do que acabado a muito tempo.

Até Breve!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Ontem


Dançar e cantar no parque, molhar na fonte do lago, comer esfirras, experimentar uma nova sobremesa e fazer terapia no bosque em meio a suspiros. Haaa viver é tão simples, ser feliz é uma questão de estar com as pessoas certas o resto fica por conta de nossa imaginação.
Até Breve!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Cessar Fogo


A guerra de um coração combalido finda no instante em que duas almas se encontraram. É o anúncio de um cessar fogo! Paz ao coração! É o que desejo!


Até Breve!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

O vôo!


"Hoje o vento bateu e meu pensamento vôo ...  para perto de você."
Até Breve!

domingo, 26 de setembro de 2010

Certeza!



A vontade que tenho é simples: Ter certeza! Certeza de tudo aquilo que passa no meu coração! Proporam-me uma faxina. Começar do Zero. Será que da certo? Eu queria ter a certeza de que isto é o certo a se fazer! As incertezas podem ferir pessoas que queremos bem e amamos!

Que a certeza venha com a paz que Deus promove no meu coração!

Até breve!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Não é como nos filmes...

Not like the movies
(Kate Perry)



Ele colocou em mim e eu vesti
Como se não houvesse nada errado
Não servia
Não estava certo
Não era apenas o tamanho
Dizem que você sabe
Quando você sabe
Eu não sei


Eu não senti
A sensação de conto de fadas, não
Eu sou burra
Por sonhar que eu poderia?

Se não é como nos filmes
É assim que deveria ser, sim
Quando ele for o escolhido
Eu vou me derreter
E o meu mundo vai parar de girar
E isso será apenas o começo, sim

A Branca de Neve disse quando eu era criança
"Um dia meu príncipe virá"
Então eu espero por esse dia
Dizem que é difícil encontrar o seu par
Encontrar minha cara metade
Assim fazemos as formas perfeitas

Se as estrelas não se alinharem
Se isso não fizer o tempo parar
Se você não puder ver o sinal
Espere por ele
Cem por cento
Com cada centavo gasto
Ele vai ser aquele que
Termina suas frases

Se não é como nos filmes
É assim que deveria ser
Quando ele for o escolhido
Eu vou me derreter
E o meu mundo vai parar de girar
E isso será apenas o começo

Porque eu sei que você está lá fora
E o seu, o seu amor veio para mim
É loucura pensar que você foi feito
Perfeitamente para mim, você verá

Assim como nos filmes
É assim que será
Cinemático e dramático com o final perfeito
Não é como nos filmes
Mas é assim que deveria ser
Quando ele for o escolhido
Você vai se derreter
E o seu mundo vai parar de girar
E isso será apenas o começo


Até Breve

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A cura

"Existirá
E toda raça então experimentará
Para todo mal
A cura"

(A cura - Lulu Santos)




Fica proibido a abolição dos dias ruins! Eles não existem por acaso, são neles que podemos dar valor aquelas pessoas que nos amam verdadeiramente. Momentos difíceis são inerente a vida de qualquer um, agora ter pessoas especiais ao nosso lado nestas horas é privilégio de poucos.

É claro que se pudessemos colocaríamos todos que amamos em uma bolha de proteção para evitar que nada aconteça, mas a vida é assim cheia de surpresas, uma boas e outras nem tanto, e ter pessoas ao nosso lado é que torna a cura possível.

A cura da dor vem do silêncio, do abraço, da disposição para simplesmente ouvir, da visita inesperada, o telefonema surpresa, da mensagem no msn, do scrap no orkut. Coisas simples que nos fazem sentir a pessoas mais importante do mundo. As pessoas em nossa vida não são por acaso são providências de Deus mesmo.

A superação ocorre porque sabemos que somos importantes de mais na vida das pessoas para nos entregar a tristeza. Agradeço sempre a Deus por poder ser cura na vida das pessoas e ser curada por elas também.

Até Breve!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Fotografias

"E o que vai ficar na fotografia
São os laços invisíveis que havia
As cores, figura, motivos
O sol passando sobre os amigos
Histórias, bebidas sorrisos e afeto em frente ao mar"
(Fotografia - Leoni)


O click representa para mim um registro que lembra que de fato eu fui feliz. Infelizmente memória não é meu forte, as coisas em minha mente se apagam muito fácil, é tudo tão efêmero. E foi nas fotografias que encontrei uma forma de reavivar as lembranças.

Eu sei que cada momento foi ótimo e vivido da melhor forma possível e me revelam “vestindo o meu melhor sorriso”, mas me falha detalhes. E as imagens me fazem lembrar do olhar, sorriso e entusiasmo de cada um.

Olhar para cada uma daquelas fotos é como um lembrete diário para agradecer a Deus por cada uma das pessoas que ele colocou em minha vida. “É nestas horas que Deus deixa as pistas para eu ser feliz”.

Até Breve!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Amó Chamego



"Chamego vem de chama. É sentimento de desassossego, que desequilibra, tira do chão é um carinho cheio de intenções e vontades, para fazer a dois"

domingo, 12 de setembro de 2010

A irmã da Gabriela

"E no meio de tanta gente eu encontrei você 
Entre tanta gente chata sem nenhuma graça"
(Marisa Monte - Não vá embora)



Sabe a irmã da Gabriela! Então é assim que sempre começa! O primeiro estágio é aquele em que eu me resumo em ser a irmã da Gabriela, uma coadjuvante que simplesmente existe.

Com o tempo eu com esse meu jeito super discreto e tímido caio nos momentos trelas  e então deixo de ser a irmã da Gabriela e passo a ser a Zi. Haaa vivo usurpando as amigas da minha irmã, viro amiga de infância. Foi por minha irmã que conheci pessoas maravilhosas que fazem grande diferença em minha vida.

Com elas vou pra balada, faço missão impossível no cinema (com direito a estrelinha e tudo mais), faço clip do westlife, fico horas no telefone, viro agência de emprego, faço terapia, roubo toda a comida da mesa, dou trelas com sorrisos super discretos (daquelas que constrangem a irmã da gente), falamos sobre o papai noel de preto, planejamos a dança da cadeira a la Beyonce, ufa! É tanta coisa que fica difícil de listar.

A Gabriela, que é minha irmã preferida, me presenteou com muitas pessoas especiais que trazem alegria para um coração que vive diariamente cheio de alegria quase a ponto de explodir.

Ser a irmã da Gabriela é o máximo!

Até Breve!

domingo, 5 de setembro de 2010

Se...



Você disse que não sabe se não
Mas também não tem certeza que sim
Quer saber?
Quando é assim
Deixa vir do coração
Você sabe que eu só penso em você
Você diz que vive pensando em mim
Pode ser
Se é assim
Você tem que largar a mão do não
Soltar essa louca, arder de paixão
Não há como doer pra decidir
Só dizer sim ou não
Mas você adora um se...
Eu levo a sério, mas você disfarça
Você me diz à beça e eu nessa de horror
E me remete ao frio que vem lá do sul
Insiste em zero a zero e eu quero um a um
Sei lá o que te dá que não quer meu calor
São jorge por favor me empresta o dragão
Mais fácil aprender japonês em braile
Do que você decidir se dá ou não
Até Breve!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Pulsos


Exercita a paciência. É preciso sim! Vejo-me em uma montanha de emoções! Não sei se amo ou se nada sinto. Há dias que amo e há dias que só existe um grande vazio. Acho que muito é do cansaço de esperar. É... vou guardar os pulsos para o final.

A vontade é mesmo de meter os pés pelas mãos e fazer algumas coisas que me dão na telha ou que sempre quis fazer, mas o tal do juízo pede para guardar os pulsos para o final. Eu devia perder um pouco a cabeça.

“E um dia se atreveu a olhar pro alto
Tinha um céu, mas não era azul
No cansaço de tentar, quis desistir
Se é coragem eu não sei

Tenta achar que não é assim tão mal
Exercita a paciência
Guarda os pulsos pro final
Saída de emergência

E um dia decidiu, quis terminar
Só mais um gole, duas linhas horizontais
Sem a menor pressa, calculadamente
Depois do erro, a redenção” (Pitty – Pulsos)

É difícil definir o que passa no coração. Nem sei se o que passou foi um erro, mal sei se é a hora da redenção!!! Não! É a hora da luta!! E estou guardando os pulsos para a batalha final!


Até Breve!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Abraço


Preciso de um abraço, daqueles bem forte que faça faltar o ar. Não sei por que repentimente veio uma vontade louca de ganhar um abraço. Estava estranho hoje, o dia estava todo amarelo. Não sei se tem algo a ver com esse calor danado, primeiro senti um vazio imenso e agora uma suplica por um abraço.


Preciso de colo!

Até Breve!

domingo, 29 de agosto de 2010

Voz



Lembrei! Já fazia cerca de um mês que não sabia mais como era minha voz! Ela voltou! Não sei se foi uma boa, afinal todos elogiaram tanto a nova voz rouca! Até apostaram no meu sucesso na música! Mas ela está ai de novo! Pelo menos tem seu lado bom, quer dizer que estou melhor pronta para a próxima! Bem prometo que tentarei se mais comedida! Vou me conter ao ouvir o Hie hie!! Hehehehe. Sei sei, menos empolgação!! Vou tentar ser um pouco menos extravagante! Agora quanto a conseguir... vixiii é um processo complicado!! Hauhahauha

A culpa é dessa tal felicidade que me invade e da até vontade de dar estrelinha!! Fazer o que né?

Até Breve!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Perdendo a credibilidade!




Sabe qual o problema de se estar quase um mês doente? O problema é que você perde a credibilidade!! Sim, as pessoas podem começar a suspeitar que você esteja delirando. Ta certo que o ocorrido foi estranho, mas poxa daí a duvidar da minha sanidade mental é demais. Hahuahahuahu

Tem coisas que só acontecem comigo, é incrível. Bem depois de um mês doente percebi que tanta “pistieja” não ia passar por si só então para alegria da nação rendi a minha preguiça de hospital e fui ao médico! E puf! Atestado! E uma lista de remédios a se tomar. Ótimo, fui eu comprar com meu pai!

Peguei o que eu acreditava ser as chaves do meu carro e passamos na farmácia de depois seguimos ao restaurante para comprar comida para mim. E na hora de ir embora... quem disse que o carro ligava? E por quê? Simplesmente porque eu não estava com as chaves do carro!!  Só então fui perceber que havia pegado as chaves do outro carro lá de casa. E o “inguiço” que havia ligado o carro normalmente minutos atrás simplesmente resolveu que não ia funcionar mais!

Sim! Ter um carro que não liga no meio da rua e ainda passando mau é uma situação muito chata! Mas pior que isso só mesmo ter que ligar em casa e perguntar se as chaves do carro em que você está ficaram para trás! Em um primeiro momento minha mãe pensou estar sonhando já que ela acabará de acordar para atender ao telefone, mas depois de ter a certeza que estava acordada ela teve a certeza de que quem estava delirando era eu!!

Imagina:

Telefone toca: Trim trim trim

Minha mãe: - Alô

Eu segurando para não rir: - Mãããããee a chaves do meu carro ficou ai em casa?

Minha mãe alterada, diria muito alterada: - O queeeeeeeeeee menina? Onde você está?

Eu já morrendo de rir: - Estou no restaurante

Minha mãe irada por eu não parar de rir: - Você ta louca menina, se as chaves estão aqui como você está ai?

Eu em cólicas de risos não conseguia explicar, até porque talvez fosse inexplicável. Com muito custo sai: Olha ai mãe!

Minha mãe com uma voz pasma: Sua louca! A chave ta aqui! Como você ligou o carro?

Eu tendo convulsão de tanto rir: Com a da Paratiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

Sabe a sorte que tenho! É que meu pai estava junto! Se não tinha sido levada para o Batuíra certeza!! Cada coisa viu!! Haaaaaa e você pensa que acabou? Rum! Tem mais... meu pai buscou as chaves liguei o carro voltei para casa entrei na garagem, fechei o portão e fui desligar o carro! Quem disse que o carro desligava? Quem disse que chave saia? Então com o carro ligado entrei em casa e disse:

Eu segurando para não rir: - Paiiiiiii agora meu carro não quer desligar!

Meu pai e minha mãe assustados: - O queeeeeee?

Eu em uma segunda crise de risos: - Meu carro não desliga a chave num saiiiii!! Haauuauahuha

Alguém tem alguma dúvida de que eles acharam que eu estava brincando ou ficando louca? É por isso que eu falo o foda de ficar doente é que a gente perde a credibilidade! Ele teve que ir lá pra ver para acreditar!!

Vou te contar viu!!

Até Breve!



domingo, 22 de agosto de 2010

É difícil despedir!




“É difícil despedir né?” Sim, muito difícil. Uma daquelas situações que dá vontade de congelar ... e congelou por alguns minutos. As borboletas voaram e os sinos tocaram simultaneamente e um simples tchau se tornar  especial. Gestos tão simples! Mas que marcam!

Até Breve!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Ramal



Hoje, enquanto banhava, fechei os olhos e.... ouvi meu ramal tocar! Afffffff é o fim dos tempos. Antigamente as meninas fechavam os olhos e ouviam as cavalgadas do cavalo do príncipe encantado! As meninas de hoje escutam o ramal tocar. Que mundo estamos vivendo! Bem pelo menos não ouvi aquele barulho chato da impressora!

Até Breve!

domingo, 15 de agosto de 2010

Tempo ao Tempo

Músicas que falam pela gente...


Você já percebeu que quando eu te vejo eu perco o chão.
Que o simples fato de te ouvir me faz perder toda razão
Quando você chega minha mão transpira
Minha mente pira
Eu já não sei o que fazer

Já vi que esse lance tá ficando chato
Pois até os meus atos não consigo mais conter
Não ligo se você nem tá ligando nem tão pouco se importando
Mesmo assim vou te dizer

Já dei tempo ao tempo, mas o tempo não me ajuda
Se tento te esquecer só faço te querer
Tá no meu pensamento sentimento que não muda
Tô louco pra te ver
Só quero amar você...


Até Breve

Dando as costas para o amor!



Quantas vezes eu dei as costas para amor? Hoje dois amigos me fizeram refletir sobre isso. Eu fazia uma pesquisa interativa sobre o que torna uma mulher interessante. E ouvi: caráter, simpatia, carisma, alegria, saber conversar bem, ser carinhosa e etc... Bem pensando por esse lado então é muito fácil ser interessante! E porque não sou? E o que ouvi foi: “Quem disse que você não é interessante?”

Eu dizia:

“Estou sofrendo pela falta do amor”

E ouvi:

“garanto que é porque quer porque vc é uma pessoa bonita, inteligente, legal, carismática, e um muito mais, garanto que está sozinha porque que. vc é cativante”

“já falei só está assim por opção sua”

Espera ai! Por opção minha? Quem disse que quero estar sozinha? Não, não, não só quero estar ao lado da pessoa certa! Conversa vai conversa vem e escuto que eu preciso ter atitude. Atitude para que o homem possa ter iniciativa. Ta aí uma coisa que num tenho! Como é essa bendita atitude!! Cri cri cri ... ninguém soube me dizer ao certo! Uma certeza tenho, não é aquela minha cara de paisagem de que não é comigo!! Kkkkkkk.

Ainnn não sei até quando vou ficar guardando meus sentimentos! Ainda não sei exteriorizar isso! Não sei conquistar! Preciso ser conquistada! Quantas vezes eu dei as costas para o amor por pensar que eu não era interessante ou que as pessoas queriam apenas minha amizade? Acho que nunca vou saber. Resta-me orar para que não tenha dado as costas, sem querer, a pessoa certa!

E caso eu tenha dado que se trate de uma pessoa insistente, com paciência e que me agarre e não espere uma atitude minha!! kkkkkkkkkkkkkk.

Até Breve!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Coragem


Sei que para algumas coisas me falta coragem. Sei que geralmente falo de mais, mas há momentos em que confesso falar de menos ou simplesmente não falo. É que não encontro a coragem.

Coragem para fixar o olhar, não sei por que, sinto que assim fica fácil me decifrar. Então fujo, me cego. Coragem para ter a atitude que alguém impulsiva teria, não! Essa não sou eu, penso, repenso e reeeeeeepenso! Sempre fui assim. Não seria diferente em se tratando do coração.

Vejo a tomada de coragem como um aval de Deus. Tenho-a quando devo tê-la e pronto. Não adianta eu agir como as pessoas me aconselham, afinal simplesmente não seria eu e para onde iria toda a essência do que sou?

Em mim a mudança de postura com relação a uma situação ocorre unicamente pela vontade de Deus. Portanto a coragem surgirá sim, quando for a Sua vontade ou então ela não virá, sabe-se lá o que Ele me reserva.

Não encaro minha falta de coragem para algumas coisas como covardia, é autenticidade é a certeza de que não vou fazer algo porque os outros acham que devo fazer, mas sim porque Deus me deu paz para prosseguir.

Tenho paciência para esperar meus momentos de coragem!

Até Breve!

domingo, 8 de agosto de 2010

O que eu também não entendo...

 
Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Prá que você possa entender
O que eu também não entendo...

Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir...

Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...

Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...

Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...

Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...

Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...

Agora o que vamos fazer?
Eu também não sei!
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Estou aprendendo também...

(Jota Quest)


Até Breve!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Silêncio!




Eu poderia ter muitas explicações. Mas a verdade é que simplesmente elas não existem, porque o motivo de tudo isso é um só! Um motivo que nem sabe ser o motivo de tudo isso. Eu poderia inventar muitas desculpas, mas nunca fui boa com mentiras! É então que me calo.

Calo-me porque parece que qualquer coisa que eu diga vai ferir, vai ferir porque talvez não seja o que as pessoas querem ouvir, prefiro calar.  Não sei lidar com rostos de decepção ou tristeza, prefiro sorrisos! Prefiro causar sorrisos, mas estou caindo na real que mantê-lo nos rostos das pessoas não é tarefa possível sempre.

Meu silêncio é simplesmente o grito de tudo aquilo que não quero! Confesso que até semana passada eu não soubesse o que queria, mas as coisas agora ficam mais claras e preciso mudar minha velha frase: “Posso não saber o que quero, mas tenho certeza do que não quero”. Vou arriscar dizer que: “Eu sei o que não quero e o que quero também!”.

Tudo bem! Não estou escolhendo a opção mais cômoda e fácil, mas estou ouvindo a voz do meu coração. O que eu QUERO não é impossível digo até que é algo mais próximo do que meu último querer que durante o último ano não foi correspondido.

Calo-me neste momento simplesmente porque me fogem as palavras! No momento sou simplesmente ouvidos ... para a voz que vem do meu coração! E ela grita!

Até Breve!

sábado, 31 de julho de 2010

Prazer em conhecer!



-Prazer Grazielle esta é a Grazielle.

Quantas vezes tenho me reencontrado ao longo dos anos! É sempre um prazer conhecer uma nova pessoa que posso ser. Todas elas sempre muito divertidas, mas digamos que em cada fase com diferentes pensamentos. Sempre do jeito que o momento pede para que tudo de certo.

A que vai não costuma nem olhar para trás. Sempre encarando o que vem pela frente. Sempre aprendendo e aprendendo e sendo cada vez mais feliz.

Prazer em conhecer!

Até Breve!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Histórias de vendedor

Melhor do que história de pescador é história de vendedor. Há sempre um caminhão carregado de leite quebrado ou cheio de pintinhos estatelando no sol escaldante do meio dia. Há quem diga que o pior caso é aquele do caminhão carregado com fumaça e que se encontra com a lona furada.

Em fim, pior do que tudo isso só mesmo o caminhão que estraga na estrada e que se encontra com uma mosca voando no leite e que precisa ser arrumado imediatamente antes que ele azede. Mas, há uma esperança já me informaram que o motorista esta nadando no leite para pegar a mosca enquanto as peças não chegam.

Casos mais esdrúxulos que esses só mesmo do caminhão que fica parado na oficina por falta do logotipo da Volks. Difícil mesmo imaginar que o caminhão não possa andar sem ele.

Bem coisas assim nos ensinam muita coisa como, por exemplo, que urgente é sinônimo de entregar. Eu me divirto com isso tudo! Aliás, com o que eu não me divirto!

Até Breve

quarta-feira, 21 de julho de 2010

92 anos


Sem dúvida tudo que vivi até este momento valeu a pena. Amei, desamei, pouco chorei, muito sorri! E se muito sorri! E o quanto eu cresci? Aos 17 eu não era ninguém e veja bem onde estou aos 23.

Levei comigo pessoas, outras ficaram para trás, não porque eu quis. Reescrevi minha história diversas vezes sem medo de que novos rumos seguissem dentro da vontade de Deus. Eu decidi ser feliz nesta vida. Eu quis tanta coisa, e me foi permitido muito mais.

Haaaaa eu ousaria gritar que sou a pessoa mais feliz deste mundo, é como me sinto a cada nova manhã que me é concedida. Eu ousaria dizer que tenho a melhor família do mundo, é como me sinto a cada cheiro do meu pai e da minha mãe, abraço da minha irmã, aperto de mão do cunhado, beijo dos meus afilhados ou papo de fim de tarde com minha avó. Eu diria mais, ousaria dizer que tenho os melhores amigos do mundo que me completam cada um a sua maneira.

São apenas 23 anos quem sabe outros 23 virão e quem sabe mais 23 e mais 23. E então quem serei os 92 anos? Nem sei, mas com certeza alguém que viveu se esforçando para ser feliz. Espero que aos 92 anos eu seja lembrada por muitas pessoas como alguém que fez a diferença de forma positiva em suas vidas. Quero um epitáfio bem bonito! Quem sabe: “Aqui jaz um sorriso”.

Até Breve!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Amor da vida de alguém



“Bom dia amor da vida de alguém!”. Todos os dias eu sou cumprimentada desta forma, mas se quer tinha caído a fixa para o que isso significa. Queria eu ser mesmo! Assim, em um texto não muito distante comentei sobre a necessidade de renovação de meus sonhos. Acho que agora quero sonhar que vou ser o amor da vida de alguém.

Eu sei que no momento meu coração bate em um compasso diferente do relógio de Deus, mas você sabe como é né a tal da ansiedade. Tenho certeza que minha fase caquitos passou! Já tenho um coração aberto de novo para cuidar de alguém que eu ame.

Mas essa fase de alardes falsos esta sendo até engraçada, eu me divirto e acho que minhas amigas também, é o tal do sino que não toca sabe, eu vou te contar.

Em fim o que quero é um abraço que encaixe, um beijo que extremesse, um olhar que me desconcerta, uma companhia que deixa saudades e alguém que faça tudo ou nada comigo. Eu preciso de colo, cafuné e de ser o amor da vida de alguém.

Quem será? Onde estará? Vou ficar pensando nisso porque quando começo a pensar nas coisas elas são incrivelmente respondidas por Deus!

Até Breve!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Reencontro


Quantos reencontros virão pela frente!? Conhecer pessoas é maravilhoso, mas reencontrá-las é motivo de palpitação no coração. É natural que o tempo nos separe de pessoas queridas e é o tal do reencontro que torna a minha espera suportável.

Mas essa espera suportável não inclui uma espera sem saudades. Algumas pessoas vão se afastando, afastando, afastando e quando se percebe já só se é possível ouvir sua voz na lembrança. E pensar que elas estão em algum lugar e que imprevistos e contratempos te impedem de vê-las.

Ouvi a pouco tempo, de alguém especial de mais para mim e que vive uma espera talvez insuportável, que nunca deixasse para depois a oportunidade de dizer: “Eu te amo”, “Você é muito importante para mim” ou simplesmente não deixasse de dar um abraço ou beijo em quem se ama.

E sabe pensar que o reencontro não é algo garantido inquieta a minha espera. Eu queria poder abraçar e beijar cada um que se afastou e dizer o quanto são importantes para mim. Eu queria ter a certeza de que minha volta pra casa é garantida, eu queria resguardar todos em um lugar seguro, eu queria que a distância máxima entre eu e as pessoas que amo fosse o meu campo de visão, eu queria acabar com o reencontro! Ou melhor, eu queria que ele não precisasse existir. É que às vezes ele demora por de mais, às vezes nem ocorrerá neste plano.

Aos que estão distantes digo: “Vocês são muito importantes para mim”.

Até um breve reencontro.

domingo, 11 de julho de 2010

Viagem!

Alguns dos momentos que me fazem lembrar porque a vida vale a pena!!